Sunday, February 22, 2009

Guerreiros da Paz




Salve os guerreiros da luz
Salve os guerreiros da paz
O tapete de cravos brancos que cruza a avenida
E saúda a Rainha do Mar
Odoyá
Filhos de todas as tribos
Gingas de cada lugar
Brilham em prata da Lua
Branco das ondas do Mar
Filhos de Gandhy
Filhos gigantes de Yemanjá
Odoyá
Abram alas
Abram os braços
Abram as mentes
Desatem os laços da dor
Reinam por toda avenida
Com trajes em azul e branco
Agogô, alfazema e colar de contas
Que encantam meninas
São guias de paz e de amor
E seguem serenos, sorrindo
Seus hinos são cantos de paz
Cantados por todas as raças
Cantados por todos os povos
Cantados por todas as línguas
A bênção dos orixás
São filhos de todo esse mundo
Que ainda acredita na paz
E o tapete branco lava a alma
Peles claras e escuras
Dentes alvos e estandartes
Seguem serenos, sorrindo
Gandhys de todas as partes.


Alyne Costa
22 de Fevereiro de 2009


“Tem um mistério que bate no coração, força de uma canção que tem o dom de encantar.”

4 comments:

Compulsão Diária said...

Filhos de Gandi! Sim, uma das coisas mais fortes da cultura brasileira. Apesar das críticas, dos ataques e acusações de que eles incharam demais o número de participantes, ainda considero uma maravilha. E seu poema sobre eles faz justiça e chama atenção para a paz neste momento de conflitos em tantos lugares do mundo real!
Parabéns

Luciano Fraga said...

Embora não seja adepto do carnaval, sobretudo da forma excludente como ocorre na Bahia,"festa popular"? feita para a elite encurralada por trás dos muros, ou melhor dizendo por trás das cordas.Admiro o Gandhy pela intenção de passar uma mensagem de paz neste mundo conturbado, belo poema, abraço.

daufen bach. said...

Olá Alyne,

te conheci no "poema dia"
e vim te fazer uma visita.

Parabéns pela bela poesia,
parabéns pelo espaço que possuis,
tudo muito bonito aqui.

abraço a ti.


daufen bach.

TONGA said...

Bom dia poeta:
Acordar e ler vc... sentir
vc aqui do meu lado, com suas palavras, com seus versos que se transformam em vozes.
Bom reler tudo, pq assim revejo
vc e entendo cada vez seu pensamento.
Te amo, minha mulher.
Tonga , seu marido