Friday, October 07, 2011

Eu sei...



Tava querendo brincar de brincadinho.....
Eu, assim, de amor assustadinho...
De saci pererê,
Eu atrás de você!
De mula-sem-cabeça:
Você quando der, apareça!
Mas vc resolveu morar em meus lençóis.
Formar em minha mente uns nós!
E eu que sou gente que sente,
Gente, sabe, assim, meio diferente...
Resolvi fugir dos seus laços.
Guardando horas pros teus abraços.
Eu: Guardo um mundo pra ti!
Eu que sou o seu bem-te-vi!
Que sempre sobrevivi!
Que nunca de amor morri...
E você me leva pra Pós...
Eu meto isca nos anzóis...
Eu arremato o algoz.
Sou fera e caçador.
Sou fêmea pra toda dor.
Eu sei parir sem chorar.
Eu sei sorrir sem flutuar.
Eu sei amar sem chorar.
Sim...
Eu sei!

Alyne Costa, 8/10/11

6 comments:

Alicia said...

Parir sem chorar, é?

Me ensina?

Fábio Valentim said...

Parir sem chorar, amar sem chorar. Esse cara é bom! Um bom pema, bem criativo e cativante. Parabéns!

Mozart Faggi said...

esta frase "Eu Sei" foi dita muito pelo meu pai. Ele não sorria, não falava, quando dizia algo eram apenas duas ou três palavrinhas pequenas. "Eu Sei" Para mim é ver meu pai, olhando como se dissesse "caramba esse cara não para de falar?" Olhando em nossos olhos e dizendo Tá ou Eu Sei ou ahã ou sim ou não. Meu pai foi único.

João Esteves said...

Claro, você sabe o que pode, e só o que pode saber, ser for como todo mundo. Não é fácil descobrir os limites deste poder,mas é certo que eles existem e podem ser encontrados.
Vou dizer só uma coisica de nada que certamente você ainda não sabe nem poderia saber, e justamente para que você saiba também ela:
Eu tive bastante prazer em ler este seu texto. Sabia? Claro que não.
Agora você sabe, né?

Cafundó said...
This comment has been removed by the author.
Charles said...

Nossa, este post polemizou kkkkk simples e belo!